7 de janeiro de 2010

Pardon me...




"Perdoe-me enquanto eu explodo
Há uma década atrás
Eu nunca pensei que eu estaria com vinte e um
À beira da combustão espontânea que estou
Mas acho que isso vem com o território
Uma paisagem sinistra de uma calamidade eterna
Eu preciso que você ouça, eu preciso que você veja
Que eu tive tudo o que pude ter e
Explodir parece uma boa boa opção pra mim

Portanto, perdoem-me, enquanto eu explodir em chamas
Eu já tive o suficiente do mundo e dos jogos estupidos das pessoas..."

(incubus-pardon me)
------------------------------------------------------------------

Minha tia sugeriu uma churrascaria, no modelo mais sutil de self-service. Opinei por um salgado, mas não adiantou muito, ela se apressou em entrar aquele local quente, repleto de pessoas num silencio pertubador, deixando apenas soar o tilintar dos talheres. Meus olhos pousaram na chama que assava linguiça, frango e carnes gordurosas. Meu olhar percorreu a vastidão negra manchando a parede por causa da fumaça.

Ela ia pagar, que desfeita seria recusar tamanha bondade, por outro lado a dieta que já estava se afundando entre coca e biscoitos, declinou de vez... Servi naquele prato enorme, meu estomago bem respondeu à iniciativa e roncou. Minha tia ainda olhou para meus dois pedaços de linguiça e uma coxinha de frango e disse: _ A vihh não está me dando lucro.

Apenas sorri, o que eu deveria ter dito? Toda a verdade? Me sinto um super vilão escondendo seus planos, o que há por dentro, com receio de que isso assuste até a mim mesma. Quem nunca fez algo e, depois pensou: Minha nossa, fui eu que fiz isso?

Para "tentar" compensar, voltei à pé do centro da cidade até minha casa, na esperança de me redimir da culpa. Choveu, e os pingos caíam como lagrimas por sobre minha cabeça, no meu rosto, na minha roupa, como se quisesse lavar aquilo que eu não posso: minha alma...

Bjous. ;*


13 comentários:

  1. oh linda, são coisas que acontecem. vá, nada de desanimar.
    tens de fazer algo em relação a tanta tristeza ...
    bjus

    ResponderExcluir
  2. Churrascaria, que perdição...

    "A Vihh não está a me dar lucro..."

    Odeio quando as pessoas dizem que como demais... Elas não fazem idéia do quanto a gente sofre e ainda vêm falar estar porcarias...

    ResponderExcluir
  3. Poxa viddaaaaa!!

    Recusar a bondade?!
    É mt complicado msm!

    Mas nãO desista nãOOO!

    Vamos consegui!

    Amo sua maneira de expor seus sentimentos!

    Beijos!♫

    ResponderExcluir
  4. Poxa viddaaaaa!!

    Recusar a bondade?!
    É mt complicado msm!

    Mas nãO desista nãOOO!

    Vamos consegui!

    Amo sua maneira de expor seus sentimentos!

    Beijos!♫

    ResponderExcluir
  5. ai primeiro a Hell falando em bolos agora voce falando em carnes AAAI meu nf HAHA
    ta, piadinhas a parte, é triste mesmo, eu odeio ter esses almoços!
    mais você é uma batalhadora, compensou as calorias, parabens.
    <3

    ResponderExcluir
  6. Olha só, e você falando sobre se sentir dentro da situação! Que lindo texto.

    Sua tia é uma filha da puta dos infernos que só serviu pra cagar toda a merda de esforço da sua bosta de vida ah como eu queria dar uma voadora nela agorinha mesmo, devia ter soltado o prato e saído correndo e gritando feito uma louca e arrancado um tufo de cabelo da primeira magra que aparecesse...................(NÃO)

    Ah, eu sei como é se sentir com a cabeça vazia e o prato cheio numa fila. E se passa pela cabeça "Ah como deve estar deliciosa essa carne..."
    É uma bosta mesmo....
    Ah, é muito longe o centro da cidade da sua casa?

    Aqui é. Eu demoro uma hora e meia andando. (mas no nordeste tem chuva não, é sol pelando) Infelizmente parei porque, numa das minhas caminhadas eu fui assaltada e levaram a metade dos meus livros de escola. Mas isso nem vem ao caso EUHAUEHAUEHEUAHEUA q merda
    (ah, não era asneira para mim, não mesmo)

    Obrigada por comentar!

    ResponderExcluir
  7. Os post, não estão cheios de lágrimas mas de melancolia, de pensamentos, de solidão no meio da multidão, de silêncio de pensamento. Espero que essa culpa em ti tenha anemizado, a chuva infelizmente não nos leva a dor da alma, quem me dera também...
    Espero que tenhamos a força de ver luz...
    baci*

    ResponderExcluir
  8. Realmente estou sumida!
    Estou tentado organizar-me para postar algo!
    Sei lá... nem bem comecei e já desanimei!
    Mas nãO vou desistir nãO!
    Espero que esteja bem amoriii!
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  9. :O churrascaria é o caminho para o descontrolee.. afz! Força! vc vai conseguir... bjus

    ResponderExcluir
  10. florr :x desculpe lhe perguntar mas quem fez o lay do seu blog:?

    eh que sabe afs ´difícil achar um lay legal ainda mais pro ana; e talz. skaposkapsoa :P Se vc souber de algum sitee ou alguem que façaa... me avisa? beiiijus & desculpeee qualquer coisa :)

    ResponderExcluir
  11. Oi Vihh, é normal isso acontecer, mas nós compensamos um dia com o outro... tenha calma... não se desespere... vai dar tudo certo!

    Saudade..

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Você foi forte.
    Não podia mesmo negar o convite da sua tia, e mesmo assim não caiu em compulções, pense por esse lado, poderia ter sido mtmtmtmtmt pior! e você se contentou com dois pedaços de linguiça e um frango! Parabéns, por não cair em compulção ... e claro, vc recupera isso certeza.

    mta força.

    xx.

    ResponderExcluir
  13. Ai, miga! Sei bem o que é isso...
    No Natal fui para a casa de uns amigos da minha irmã. A forma como aquele povo come é assustadora! Eu cheia de vergonha porque só conhecia minha irmã e o marido dela. Coloquei pouquíssimo no prato, depois de tanta insistência deles...Aí fica aquele povo te enchendo, né? "vai comer só isso?" Mas eu sobrevivi às festas sem engordar!

    Miga, bjs e muita força sempre! Sabe que pode sempre contar comigo

    ResponderExcluir