15 de maio de 2010

Contentamento descontente



"Uma vez, num ano que passava,
ela se viu cedendo.
Toda vez que ela fechava os olhos
Ela via o que poderia ter sido.
Bem nada dói e nada sangra
Quando as proteções são reprimidas.
É cômico quando se perde o chão.
Como ela esquece de lutar...de lutar.
Enquanto a escuridão rapidamente rouba a luz,
Que brilhava nos seus olhos,
Ela engole todos seus medos
E acalma sua mente com mentiras.
Bem tudo que ela quer e tudo que ela precisa são
Razões para viver.
Um dia no qual o sol vai pegar
A luz artificial dela...a sua luz.
Não finja conter isso só porque está evidente.
Não finja conter isso só porque está transbordando.
É mais um dia no paraíso.
Uma única chance de se sentir ótima...ótima."(Paradise - Vanessa Carlton)

-------------------------------------------------------------------------------------

Leio a bula antes de engolir, como se ali entre as miudas letras houvesse algo que, me fizesse desistir daquilo. Porém, nem as horrendas fotos de uma carteira de cigarro conseguem deter um fumante, não é? Mesmo com o alivio pairando livre sobre mim, a culpa fica á centimetros de distância, esperando o momento certo, justamente aquele em que já estou convencida do bem feito... Então, ela dá seu bote, vitoriosa, assumindo o controle dalí para diante. Não só meu intestino sofre: coitado! As unhas, ah... elas ainda desejam aquele esmalte da moda. Contra-ataco, dizendo: "preciso roer vocês, desculpem é a ansiedade...!"
Parte desta, indesejada e chata ansiedade, recaí sobre ele, sem ao menos se dar conta disto. Seu nome ainda é um misterio, e eu detesto me sentir zonza, toda vez que ele me comprimenta sorrindo - logo um alarme no fundo da minha mente, ativado por memórias horriveis, dispara. Num segundo, o rapaz da outra empresa, passa de simpático para uma ameaça que requer no minimo metros de distância.
Só mesmo a ausência de amor-próprio como há em mim, levanta várias hipóteses quanto a ele, exemplos: "já tem namorada", "é safado, e quer passar um tempo","Apenas está sendo simpático"... entre outras que, não vale a pena citar aqui. Minha armadura está posta, o campo minado e coração trancado, resta saber até quando...

10 comentários:

  1. Nossa, Vih. Adorei o post. Me identifiquei demais :D Olha, amiga, muita luz e muita força pra vc! Te amo, fadinha! ♥

    ResponderExcluir
  2. Oi linda,
    primeira vez aqui (comentando, pq lendo ja li varias vezes)
    estou te seguindo
    beijos e força ;*

    ResponderExcluir
  3. Aiin pq naum tenta esse lance ??

    Tenho certeza q vc tem como ;)

    Quando a primeira parte do post, amei, serio ;)

    Bjão

    ResponderExcluir
  4. Te entendo, também tenho esse medo, quem sabe exagerado de me deixar levar por um alguem que apenas sorri para mim, tenho medo de ser ingênua mais uma vez, por isso também construi uma armadura...

    bjos

    ResponderExcluir
  5. nossa.. como eu entendo tudo isso!
    Você sofre algumas vezes e quando aparece uma nova pontadinha de algum sentimento, você se protege da cabeça aos pés nessa 'armadura' já temendo que possa sofrer de novo...
    Mas o pior de tudo é que agente se esquece que as vezes isso pode ser bom e com medo de tentar, acaba afastando qualquer sentimento...

    talvez você possa deixar as coisas acontecerem... não se fechar tanto e esperar o tempo passar...

    =) se cuidaa

    ResponderExcluir
  6. "Minha armadura está posta, o campo minado e coração trancado"
    nossa que palavras lindas. e o post também, super sincero!

    força amiga!

    beijão, querida ;**

    ResponderExcluir
  7. poxa, vc precisa tentar abrir seu coração e saber a hora certa de arriscar e em quem arriscar.

    ResponderExcluir
  8. Amora, troquei o nome e a foto pra despistar conhecidos mas sou a Gabi!
    Tem selinho pra vc no meu blog.



    love
    :*

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Está se viciando em laxantes?

    Pelo que parece você quer um relacionamento, mas se você não arriscar você não vai ter. Tenta não sofrer por antecipação... Desejo que um dia você seja muito feliz do lado de alguém que te ame de verdade!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. mesmo tendo medo, invista amoor, quem não arrisca não petisca!
    adoro o que você escreve fada, devias escrever um livro *-*
    ps : tem selinho pra ti no meu blog.

    ResponderExcluir