14 de dezembro de 2010

Formando sombras...



E a garota que perseguiu o coelho bebeu o vinho e tomou a pílula.
Prendeu-se num limbo para ver como realmente se sentia...
Mantendo fora sua virtude ninguém poderia machuca-lá, ou assim eles dizem.
Seu nome é Alice!
Ela está se arrastando para janela,
E formando sombras,
Alice!
E mesmo que pense que está sonhando, ela sabe...
Ela está bloqueando pensamentos.
Este reino, um alívio, a liberdade e inocência...
E mesmo além do espelho, nós vemos, ela está dolorosamente voltando
Às vezes a curiosidade pode matar a alma, mas deixar a
dor...



(her name is Alice - Shinedow)


----------------------------------------



Por um momento, ela deixa que as luzes a ceguem por um momento. Que o natal pareça realmente o momento mais feliz. Deixa-se envolver pelos sorrisos dos outros, pelo amor que demonstram sentir... quando na verdade é grande a mentira contada, maior que aquela do papai noel e seus presentes.

Sua irmã. Infelizmente, ela sempre procurava estragar a entrega de presentes, já na véspera, correndo como louca, em busca por todos os lugares, por aquele embrulho colorido, embalado por sua mãe e certamente escondido em cima do guarda roupas. Mas você fazia aquela carinha de surpresa no dia seguinte, como se já não soubesse o que tinha dentro da embalagem.

As lembranças, daqueles natais anteriores, basta querer revive-los e eles vem a sua mente. As vezes seus avós brigavam, uma vez você não chegou a entrar no meio deles? Muitas garrafas de cervejas. Os hálitos. As risadas que a embriagues proporciona, a felicidade instantanea. A fumaça do cigarro. E as luzes, elas continuaram a piscar, mesmo quando se tinha de decidir com quem passar depois da separação dos seus pais.
Debaixo da árvore não há presentes, nem decorações que a enfeitem, luzes que brilhem, ou estrela no seu topo, pois suas folhas já cairam.

12 comentários:

  1. eu sempre achei muito difícil lidar com essa felicidade forçada que atinge a todos no fim do ano... um mar de ditos cristãos envoltos em sentimentos nada cristãos...
    a melhor parte de Dezembro é que sempre acaba.
    um beijo

    ResponderExcluir
  2. Não gosto da felicidade instantanea.

    ResponderExcluir
  3. Natal um momento Feliz?, pois eu somente tenho dificuldades.

    ResponderExcluir
  4. eu gosto do Natal..exceto a parte de comes e bebes

    ResponderExcluir
  5. Ah, querida! Que texto lindo!
    O Natal é meio sem sentido mesmo... É uma data cristã onde todos os povos bebem até cair e comem até não conseguir se mover mais...
    É quando os irmãos que se odeiam resolvem fingir que tudo está bem pra pobre mamãezinha de 200 anos não infartar...
    Não gosto de pessoas falsas, e não gosto de datas falsas.

    Força floor, continue buscando leveza.

    ResponderExcluir
  6. todos estão felizes
    tudo esta pronto é natal
    a casa esta enfeitada
    o sorriso esta no rosto de todos
    só por hoje ela quer esquecer quem ela é
    não quer saber de arvores nem presentes
    é como se tudo e todos fizessem parte de um teatro.
    ela sabe que todos esqueceram o significado do natal

    ResponderExcluir
  7. Também não compro a felicidade industrializada...

    Beijos.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  8. HUM.
    Não participo desses costumes pagãos disfarçados de cristãos,pura hipocrisia.
    Mas ganhei presente já,diz minha mãe que é só de fim de ano,não de Natal.
    Que coisa não?!
    BeejoO fadinha'

    ResponderExcluir
  9. Viver apenas de razão é muito triste, temos que fantasiar um pouco, é isso que da sabor a nossa vida.

    ResponderExcluir
  10. O pior é que mesmo q tenhamos aqueles amigos imprescindiveis ou alguém q nos ame verdadeiramente, ninguém está lá para nos agarrar, nesses momentos.. Já que a família é o que é. Natal, passagem de ano, para mim são dias como os outros. Até um dia, e é a isso que me agarro.

    Beijinhos e força*

    ResponderExcluir
  11. Oi linda, não sei se te lembras ainda de mim, mas voltei por aqui para dar um apoio.
    Espero que a felicidade falsa não nos leve á comida de uma alma vazia.
    Bjinho ;)

    ResponderExcluir
  12. Ah, mas as vezes eu queria que a felicidade finjida fosse genuína, as vezes talvez seja, mas aí é também difícil de acreditar, o problema deve ser minha própria dureza.

    ResponderExcluir