28 de outubro de 2011

Querida, Ilusão.


Foi estranho ele perguntar “Você faz filosofia?”, pois não haveria como ele saber de algo que aconteceu há tanto tempo.  Minha resposta foi recebida por um olhar decepcionado deste professor, “Eu fazia... Eu parei... Quero psicologia”. “Mas tem o Enem, não é?” Ele disse tentando me consertar.

Demorei em escolher o caderno que levaria. Queria canetas, lápis e lapiseira, diversos modelos, inúmeras cores para o meu primeiro dia. A caminho, meu estomago ardia, as aulas já tinham começado há uns quinze dias, será que memorizei o bloco corretamente? Desci do ônibus, finalmente a maré de acadêmicos, com suas risadas, mochilas e fichários, apressados e distraídos, me fizeram tão feliz.

Meu pai, ao saber que eu havia conseguido bolsa integral, me mandou uma mensagem no celular: “Eu sabia que conseguiria, estou muito orgulhoso de você, certamente que chegará aonde quer”. Minha mãe espalhou para suas irmãs. Caiu um temporal de afirmações do tipo: “Ah, eu sabia...”, “Também ela é inteligente”, “Ela tem futuro”.

As manhãs eram frias. A biblioteca eu gostava de olhar de baixo para cima. Li diversos livros naqueles bancos cercados de arvores durante o intervalo. Diverti-me por só ser, eu mais uma menina, as integrantes femininas de toda a sala. Lembro-me também que, por não estar trabalhando, as coisas ficaram difíceis. Não conseguia acompanhar os pedidos dos professores, tinha a sensação de estar assistindo involuntariamente de um desfile de moda.

Pensei em parar a faculdade. Ninguém me disse ‘não’. Meus pais até hoje não sabem o que aconteceu, quais foram meus motivos, nunca me perguntaram a razão. Enem após Enem venho colecionando a ilusão, de que a cada resultado não seja mais uma decepção.

13 comentários:

  1. adorei o texto,essa imagem é bem eu,sonho em ser princesa,magra e perfeita

    ResponderExcluir
  2. Ninguém sabe, de verdade, o que nos vai na alma.

    Um beijo, flor.

    ResponderExcluir
  3. Não vai ser mais um decepção, você vai ver, afinal tudo acaba bem não é? Clichê, mas verdade... Se cuida!

    ResponderExcluir
  4. Amor, não são decepções atrás de decepções, são apenas batalhas não vencidas... Batalhas, não guerras! E você vai vencer essa guerra... E então você será feliz :) Beijoos

    ResponderExcluir
  5. queria e saber escrever tão bem quanto vc... obrigada pela visita ..sempre estou por aki ... bjus ...bom fds.

    ResponderExcluir
  6. Você pode, querida. É duro sentir que desapontamos as expectativas da família, mas às vezes este é o único caminho para descobrirmos o que realmente queremos, e não o que esperam que nós sejamos.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Querida, me vi neste texto, mas minha tentativa insana foi a UFPR, hoje as coisas são diferentes, sei lá não gosto muito de falar sobre esta minha vida....

    ResponderExcluir
  8. O importante é tu seguir o teu caminho!
    Tuas escolhas. O que tu quer é essencial.
    Vai dar tudo certo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Espero que dessa vez consiga o que queres, e o que a faz mais feliz! O importante é que mesmo que as coisas não funcionem uma vez ou outra, continue buscando.
    Boa sorte, querida, com tudo, com a vida!

    Obrigada pela visita,
    Küss

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pela conquista vc merece! sei que vc ja ouviu mt isso mas agora a gloria está perto
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Continue, e continue sempre. O que não podemos fazer é nos abandonar, abandonar nossos sonhos mesmo que no caminho tenha uma decepção, uma dificuldade.

    um beeijo*

    ResponderExcluir