12 de janeiro de 2012

Quando sentir-se evaporar...




Eu quero ver é me levar para casa, colocar a minha cabeça no peito e suportar o meu silêncio. Eu quero ver é querer o meu lado triste também.
— Camila Costa.



Sinceramente, eu não estava ajudando. Por mais que eu repetisse várias vezes à palavra “não”, elas continuavam insistindo, estendendo por sobre a cama inúmeras peças de roupas para que a minha desculpa de estar com a mesma roupa o dia todo – realmente, encontrei com ele após o serviço, não deu tempo de passar em casa e tomar um banho – fosse inválida. Cedi, pois queria ir ao shopping com eles e porque comecei a me achar ridícula e chata. Odiei-me ter feito esse papel diante da família dele.

Essa é a minha realidade paralela, aonde a sua família me enche da novidade do carinho e do apoio que eu tinha me esquecido como era, da qual é tão ruim e despertar noutro dia olhar para os lados e me ver sozinha. Sem esse seu abraço, mais parecido com um abrigo, lugar muito propicio para se chorar, como fiz ontem. 

Hoje preciso de um pouco de distração, me deixar na cama depois do trabalho, ver a chuva batendo na janela, ouvir uma musica qualquer com livros, Doritos e doces espalhados pelo colchão.  Às vezes você só precisa respirar sem a obrigação de ser ou ter alguma coisa. E o silêncio pode ser uma boa companhia, quando você sente que está evaporando deste mundo e necessita se reencontrar.  Esse é o meu plano de fuga da realidade. 

15 comentários:

  1. Que triste... Quando estamos evaporando é melhor fechar a tampa do pote. rsrs
    bj
    http://varinhamagicaealgodaodoce.blogspot.com/
    http://naoeme.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adoro seus textos, sempre tão perfeitos *--*

    Bjooos =**

    ResponderExcluir
  3. Tocante menina! Um desabafo ajuda a evaporar aquilo que nos sufoca.

    Bjo. Cuide-se!

    ResponderExcluir
  4. flor, vc escreve maravilhosamente bem , passa uma coisa magica ...
    amo ficar em casa com cchuva tbm
    se cuidaaa
    beijaoo;*

    ResponderExcluir
  5. " Às vezes você só precisa respirar sem a obrigação de ser ou ter alguma coisa."
    Lindo

    ResponderExcluir
  6. oh minha flor não fique assim vc não é chata sem fez nada assim desse tipo mais como vc consegue manter se tão calma o tempo todo, vc quase nunca se irrita,bjo se cuida

    ResponderExcluir
  7. "Às vezes você só precisa respirar sem a obrigação de ser ou ter alguma coisa."

    Amiga, vc pode tentar encontrar coisas pequenas que goste de fazer, que te tragam algum prazer. E viver a vida devagar, já que não consegue conviver com tanta pressão. Não se cobre tanto. No fim das contas, é vc quem vai viver a sua vida, e não aqueles que te cobram.

    beijo

    ResponderExcluir
  8. Olá, flor... amo seu blog desde que conheço, mas só agora fiz o meu e estou comentando aqui. Amo seus textos. Sou aspirante a escritora por hobbie ^^. vista lá
    http://glitter-songs-and-chocolate.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. De vez em quando a minha melhor companhia sou eu mesma, preciso dela ao menos uma vez por semana! (rs)

    Como está indo, flor?

    Beijinho! :*
    penso--logo-escrevo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. o bom de ficar sozinha e em silêncio é porque dá para refletir sobre a gente.

    ResponderExcluir
  11. Esse tal de plano de fuga já se tornou um refúgio pra mim. Ando curtindo muito ficar esparramada na cama no silêncio, apenas tentando destinguir os sons que vêm da janela e pensando em mim e na vida. É um ótimo meio de melhorar meu Eu, mesmo que de pouco em pouco.

    ResponderExcluir
  12. Amiga, não sei se te falei que fiz um blog novo. Antes eu usava o "Descomeida". Mas estava meio deprimento e achei melhor mudar o aspecto. Quando puder, dá uma passadinha lá. Já te coloquei na lista dos meus favoritos.

    Beijão

    ResponderExcluir
  13. Sabe o que eu acho? Que a nossa mente cria subterfúgios para os nossos problemas. Quando não queremos enfrentá-los,inventamos alguma desculpa, algo... E deixamos passar. Acumular.

    ResponderExcluir
  14. leu o que eu te escrevi?


    Carla

    ResponderExcluir