13 de abril de 2012

Coração de geleira


Ensaio o cansaço, não físico, um cansaço que dá vontade de dormir e não acordar mais.
Acerca duma graça, que foi perdida e agora não basta.
E a liberdade que fugiu, deixando a gaiola escancarada. Agora zomba de mim, desta minha vida mecanizada.
Tem nome de quem vive, mas flutua na existência vazia.
Coração de geleira tomara que o verão demore a chegar... Pra que não derreta, para que não venha a chorar.
Só queria avisar que tem cheirado mal, aqueles sonhos cujo abandonaste sem hesitar.

5 comentários:

  1. Tempos nublados apenas escondem o azul do céu. Mas as nuvens passam, o azul do céu sempre fica, sempre estará lá. Amargos se tornam doces.

    Te cuida!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Também ando com vontade de morrer um pouquinho, dormir direto por uma semana inteira...
    Mas não tema que seu coração derreta, deixe ele pulse, se permita viver.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. acho que a dona morte anda nos rondando,pq vontade de morrer é o que nao falta pra mim também...
    beijinhos e força sempre

    ResponderExcluir