31 de maio de 2012

A dor suportável



Não. Você nunca vai saber qual será a sua reação quando acontecer. Estou falando daquelas situações inimagináveis (e aparentemente fora do seu alcance) que podem ocorrer com todo mundo, menos com você. A gente se acostuma a ser telespectador da dor alheia.  Não nos contentamos somente em ficar na plateia e bater palmas quando ordenado. Temos de apontar o dedo e julgar a forma que o outro escolheu para se livrar do fardo.

E a dor só é suportável quando não é em mim, dizia meu professor de capelania com aqueles olhos estranhos, de quem em um olhar poderia saber tudo da sua vida. Ele falava isso – muitas vezes – para justificar as ações das pessoas.  O desespero, metaforicamente, te leva para um endereço novo que você ainda não conhecia aonde só o que importa é acabar logo com tudo isso. Se você pudesse abrir uma cova e jogar tudo dentro, sem dúvida o faria. Uma pessoa angustiada faz qualquer coisa para obter alivio, repito qualquer coisa. Um exemplo clássico disto: O suicídio.

Antes não sabia o que pensar de uma pessoa que, se priva de comer, faz exercícios num ritmo exagerado, embarca em dietas malucas, provoca vômito escondida no banheiro e toma vários laxantes de uma vez para emagrecer. Até querer o mesmo objetivo. A culpa não é nossa, se não é comigo e nem com você, então não há como saber. As pessoas continuarão praticando atos ilícitos, imorais e perigosos ao nosso ver. Pois, a dor pode te transformar numa outra pessoa sem você nem perceber. 


11 comentários:

  1. oie flor entendi perfeitamente seu texto, no momento minha dor tá insuportavel mais quero torna-la suportavel,se cuida

    ResponderExcluir
  2. Nossa você falou uma grande verdade..."Pois, a dor pode te transformar numa outra pessoa sem você nem perceber."
    :/
    xoxo'

    ResponderExcluir
  3. Você continua escrevendo esplendorosamente. E eu estive sentindo uma falta imensa desse blog aqui.
    Deixe-me retomar a leitura de seus agradáveis escritos...

    ResponderExcluir
  4. Como sempre com o dom da escrita... Ótima semana..

    ResponderExcluir
  5. Tenho certeza que a dor pode nos transformar em outra pessoa querida.
    Muito belo seu texto, muito mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Isso é verdade, a dor transformou a maioria de nós e ainda assim temos que viver com ela. Senti muita falta dos seus textos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi minha linda...
    Primeiro, desculpa pela ausencia...
    Depois, é verdade a dor faz muito com a gente, mas parece que a gente não pode mais se livrar dela as vezes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Quando você percebe, o dano já foi feito.

    ResponderExcluir
  9. Às vezes é na dor que imaginávamos ser insuportável que encontramos um grande estoque de novas forças!
    Bom final de semana...

    ResponderExcluir
  10. Realmente,não tem como saber como agir em certa situação até que se vivencie.
    Tem coisas que nem vivendo é fácil de entender ou explicar ..
    Saudades p.p

    ResponderExcluir
  11. Me identifiquei muito com o primeiro parágrafo... Estou passando por uma dessas situações e de repente descobri que não sei lidar com isso como as pessoas parecem saber... É estranho, mas é verdade.

    Adoro as coisas que você escreve. Fica bem. <3

    ResponderExcluir