21 de junho de 2012

Eu não sou um bom lugar

"Não sei até quando você vai ficar na minha vida. Acho que algumas pessoas cruzam nosso caminho para nos mostrar o quanto somos fortes. E eu sou, eu fui, eu vou ser (ah, eu vou!)." - Clarissa Corrêa
___________________________________________________________________________

Você disse que quer entender, eu também quero. Queria começar descobrindo por que eu domestiquei todos os fantasmas do passado e agora eles estão pendurados no meu peito como se fossem medalhas das quais eu pudesse me orgulhar. Só que eu não sei direito e a tua conclusão sobre mim fica inacabada, parecendo àquela história mal contada que às vezes a gente ouve por ai. E olha que eu te entreguei de bandeja até o meu lado mais sombrio, dando-lhe chances de fugir, enquanto ainda desse tempo, enquanto eu ainda conseguisse me imaginar sem você aqui.  

Porque eu não queria cair no seu colo como um embrulho de laço bonitinho que você, depois de muito admirar a embalagem resolvesse abrir e se deparasse com toda a podridão existente ali. Eu te dei todas as peças do meu quebra-cabeça. Mas, não é no inicio que percebemos se a outra pessoa cabe ou não dentro do nosso ideal, essa mania é a porta de saída de qualquer relacionamento, pois aprisionamos o outro dentro das atitudes que acreditamos ser o certo no intuito de ajudar.

Um dia, essa sua ideia a meu respeito, pode ser como uma colherada de sorvete que ao invés de chegar à boca, cai e mela a roupa. Disso eu tenho medo. Vai que você acorda e percebe que toda essa bagunça aqui dentro não tem jeito e desiste de decorar cada canto meu com um quadro ou vaso de flores aqui outro acolá? Vamos crescer juntos, te ouço dizer. Desejo o mesmo: que os nossos sonhos deem as mãos, se atraiam, se completem. Nunca alguém me motivou tanto, nunca alguém fez com que eu quisesse dar o melhor de mim. Por hora só não sei te responder, fim. 

7 comentários:

  1. Talvez essa motivação realmente te ajude, porque eu sei que a história do tente por você mesma não é assim tão fácil quanto parece.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Srª Vihh eu adoro seus posts. É sério você devia escrever um livro, eu já tô na fila para comprar HiHi.
    Beijos, linda.
    Toda alegria e felicidade para você.
    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  3. Não dá pra saber. A gente fica meio perdido. Mas é fascinante nos encontrarmos em situações em que podemos nos questionar, refletir e tentar mensurar o melhor a fazer. Isto é crescer. E é mais importante saber que estamos fazendo esta busca. Porque ser feliz é uma via comum.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus, achei muito foda esse post!
    Você escreve cada dia melhor, tão bem que eu ficar espantada o.O

    Disse tudo que eu sinto cada vez que eu encontro uma pessoa nova. Ao menos, era o que eu fazia: Falava de cara todos os meus defeitos, pra pessoa não se assustar demais depois, na tentativa de fazer o outro fugir antes que eu me apegasse demais. Mas isso nunca funcionou. As pessoas estão sempre tão envolvidas com as próprias ilusões sobre o outro que não importa o quanto você "dê a real", eles nunca te escutam. Hoje, eu já desisti de tentar...

    Froças, Vihh ♥

    ResponderExcluir
  5. Essa motivação pode ajudar muito, crescer junto faz bem, sempre fez, senceridade é escessial, e tenho certeza que vai conseguir. De inicil é meio surreal, a lá Salvador Dali mas tudo se encaixa baby, tudo =)
    Forças linda, estarei sempre aqui te acompanhando

    ResponderExcluir
  6. É real tudo que disse querida, quando se abre o embrulho e percebesse a podridão.

    ResponderExcluir
  7. Aww que coisa mais gostosa de se ler. Essas pessoas eu costumo dier que são anjos nas nossas vidas... Alguns vem e logo partes e outros ficam por mais tempo, mas na minha vida de uma forma ou de outra eles sempre acabam por partir.. Cuide para que o seu fique por um bom tempo.

    Se cuida, se cuidem <3

    ResponderExcluir