26 de novembro de 2014

Mais um fim de ano


Li em algum lugar que, escrever antes de uma prova ajuda a melhorar a nota. Hoje eu tenho uma, complicada, mas por causa do professor que é um chato sem causa. As aulas já estão quase no fim e eu me sinto tão sedenta por férias (quem não?). Logo ocorre a virada e com ela aquelas típicas reflexões sobre o ano que se foi. Estou muito pouco disposta a fazer isso, sinceramente. Pouca coisa realmente mudou em 2014. Não, não que tenha sido um ano ruim.

Será diferente passar o natal longe da minha mãe, pois, desde que meus pais se separaram os natais são dela e as viradas do ano eram do meu pai, até o dia (escrevo sobre isso neste post aqui: http://a-sentimentalista.blogspot.com.br/2010/01/anything-goes.html) em que eu e a minha irmã escolhemos passar com ele, e fomos deixadas sozinha, assistindo série e tendo como ceia linguiça frita. Às vezes eu releio posts antigos, como o citado acima, até para ter uma parâmetro de como eu estava me sentindo na época. Posso dizer que estou bem melhor este ano, com grande expectativa por conta das viagens, uma para o exterior, inclusive. 

Na minha família, digo parentes em geral, da parte do meu pai principalmente, é muito cada um na sua, sabe? Nem quando meu avô estava vivo, os filhos se reuniam para comemorar essas festividades e não sei onde minha avó irá passar. Esses tipos de costumes sempre fizeram falta. 

Enfim, tenho algumas resoluções para o próximo ano, a primeira delas inclui trocar de emprego. O que eu estou é tranquilo e tal, e eu bem sei que em todo lugar existe o lado ruim, mas, é preferível ter a atenção chamada por algo mais relevante do que simplesmente pelo DVD do filme Transformers do seu chefe que deveria ter sido devolvido antes das dez da manhã. E ainda ouvir que se continuar assim não vai dar mais. Ah, gostaria de dizer o mesmo, essa frase vai e volta da ponta da minha língua a boca do meu estômago. 

A segunda e eterna resolução continua sendo perder peso. As outras não defini ainda direito, mas certamente surgirão poucos minutos antes do ano novo, enquanto eu vejo os fogos pintarem o céu. 

Um comentário:

  1. Olha, eu deveria ter nascido rica, não suporto deboche não! Espero que vc realize tudo que deseja. Pra mim, a pior data é o natal, mas esse ano será mais especial. Força, bjsss

    ResponderExcluir