10 de dezembro de 2014

Num carrossel de emoções




Talvez esta seja a última lamúria postagem do ano.
Acabei por comer mais de vinte balas daquelas que vem numas latinhas bonitinhas (devo dizer que esse foi de longe o maior descontrole de todos). Então achei que fosse hora de escrever para dissolver esses sentimentos e não acarretar mais culpa depois, como muitas de vocês sabem, compulsões sempre fazem doer mais no final. O engraçado é que elas começam justamente para combater a dor, enfim... 

Alguma das queixas, principalmente as que eu achei que fossem apenas partes de fases da minha vida, continuam aqui, elas envelheceram comigo. A única coisa que parece ter mudado foi a forma de encarar tudo isso, a gente começa a se conhecer, saber quais coisas podem colocar à beira do abismo, quais lançam no fundo do poço e para isso cria-se mecanismos de defesa ou de escape. Continuo não me sentindo bem comigo mesma, tem dias que me sinto um lixo, outros dias mais ou menos, e tem os momentos em que eu nem ligo ou acho que não ligo.

Diferente de antes, eu deixei de remoer por muito tempo as coisas. Se algo me incomoda, como por exemplo, o fato da minha irmã achar que enquanto dividirmos o quarto, ela nunca terá o conforto que almeja (também nunca foi o meu sonho, estar nesta idade e ainda morando de favor mas, é o melhor neste momento), na hora uma tristeza pesa, porém, noutro dia aquilo pareceu tão bobo. Quem mais sofre com esse carrossel de emoções são as pessoas próximas de nós. Sim, não adianta achar que o seu mundo é um casulo perfeito, cercado de dor que não afeta ninguém.

Um comentário:

  1. É muito bom expor o que sente mesmo. Vejo o blog como uma saída porque ainda sim, morro de medo do julgamento das pessoas que apenas se importam consigo mesmas. Olha, sempre tive esse sonho de ter um quarto, um canto só pra mim poder fazer o que quizer e finalmente consegui, 20 anos depois. Deus é muito bom quando você apenas agradece e passa a não pedir. Hahahahaha. Encontrei essa saída pra deixar o baixo astral de lado. Espero que isso te ajude ... Beijos flor

    ResponderExcluir