11 de março de 2015

Não existe receita.


"Confesso: é um pouco covarde fugir para perto de si, para perto de um lugar seguro. Mas seria bem pior fugir de outra maneira. A pior fuga é para dentro da gente. A gente esconde até da gente que está indo embora…" - Pedro Gabriel.

Tenho medo de acordar amanhã e descobrir que não sinto mais nada por você, falei. E me arrependi logo em seguida. Vi sua feição suave se desfazer na mesma hora, se transformando para algo que eu não saberia descrever. Não queria magoar uma das únicas pessoas que ainda se importam comigo, mas não consegui evitar. O resto do caminho você dirigiu quieto. E eu pensando comigo como vai ser na hora em que você se cansar?  Vou me arrepender disso muitos anos depois, imaginando como poderia ter sido? 

Querido, eu não me cansei de você e nem quero desistir, tentei dizer, porém a frase morreu numa curva qualquer. Como canta Ana Carolina: quando eu falo que eu já nem quero a frase fica pelo avesso, meio na contra mão. Quando você diz que tem coisas mais urgentes, não tiro sua razão. Primeiro os seus sonhos, isso é o certo. Primeiro se estabilizar, afinal ninguém quer que acabe como muitos casais por falta de dinheiro e estrutura. Primeiro vencer na vida. Depois, como num quebra-cabeça eu uno minha vida feita na sua e se ainda houver algo para construir, viveremos em prol disso. Para mim a vida não é uma receita de bolo, na qual é só juntar os ingredientes e botar no forno. 

Não quero te atrasar, você diz. E eu entendo como: você pode ir se quiser. Se o desejo de formar uma família for mais forte do que esses longos anos de medicina, e você não aguentar esperar, você pode ir. Jamais te pediria para escolher, entre mim e o seu sonho, entre mim e qualquer outra coisa. Não sou tão irracional assim. Temos uma história tão bonita juntos, não quero jogar fora. 

Apenas estou deprimida, me imaginei numa vida diferente perto dos trinta. Mas, eu não tenho nada. Nem perspectiva. Todas as escolhas que eu faço são para me proteger dos riscos, no fundo eu tenho medo do desconhecido, não sou quem eu pensei que ia ser. Não estou como achei que iria estar.
  

13 comentários:

  1. Nossa, que sensações estranhas e confusas que esse texto causa, uma certa tristeza serena, mas com um toque de algo desesperador. É um amor junto, mas é um amor solitário, não sei explicar. Gostei bastante :)


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  2. !! Esse texto é seu? É pessoal? Pq se sim... senti muita tristeza ao lê-lo. Senti a sua dor, a sua confusão, a sua decepção... Muito bem escrito e muito bonito. Ps. para fazer parte do grupo DIVAS DA BLOGOSFERA, nos procure no facebook! Nao sei se vc viu a resposta la no blog, mas lembro q vc perguntou =) beijão

    www.eunomadiando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo o que eu escreve tem um quê de pessoal, obrigada por compartilhar um pouco do sentimento comigo. beijos

      Excluir
  3. Sarah, eu me sinto assim meio perdida, às vezes.
    E sinto muito disso que você falou no final.
    "Não sou quem eu pensei que ia ser."
    Mas nem sempre as coisas caminham pelo pior caminho.
    Um pouco de otimismo ajuda a gente não pirar.
    Fica bem, fada.

    ResponderExcluir
  4. Eu perdi alguém muito importante assim.

    :(

    ResponderExcluir
  5. Passei para conhecer o seu cantinho e me deparo com esse texto cheio de sentimento Sarah, sim, porque ao lê-lo dá pra senti-lo!
    Obrigada pela sua visita, viu?!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por nada, eu que agradeço pela sua!
      muitos beijos

      Excluir
  6. Nossa, me identifiquei tanto com seu texto, principalmente com o último parágrafo. Eu achei que as coisas seriam diferentes quando eu estivesse perto dos trinta também, mas nem sempre as coisas são como imaginamos.
    Beijos

    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que texto forte! E reflexivo também. Amei demais sua escrita <3

    Beijão
    http://www.perigosasgarotas.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Esse texto me fez lembrar de outra música: "Mas a dúvida é o preço da pureza, e é inútil ter certeza" (acho que é assim...) Às vezes a vida nos pega para questionar se estamos onde gostaríamos, e muitas vezes nos fazemos e desfazemos enquanto compartilhamos com outra pessoa. Tenho essa reflexão às vezes. Acho que ela é boa, pois acredito que aquilo que está (aparentemente) bem definido é frágil demais para durar.

    ResponderExcluir
  9. Amei o texto Sarah, tão lindo e profundo. Recentemente tive uma reflexão deste porte, e te confesso me peguei dizendo e se fazendo entender como "você pode ir se quiser". Quem sabe no futuro depois de tudo isso..
    Beijão, www.desapegaadri.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Sarah
    Lindo seu texto. Acredito muito que quando algo ou alguém tem que ficar conosco, temos que deixá-los livre e ai eles escolhem se vão ou se ficam. Fiz isso de deixar livre e ele escolheu ficar *-*
    Beijinhos e uma ótima semana

    Vidas em Preto e Branco 

    ResponderExcluir