2 de maio de 2015

No meio do nada.



- Mas você não quer melhorar?
- Quero...
- Não vai conseguir isso ficando no mesmo lugar. - falou ela. 



Observei meu reflexo no espelho. Tudo o que eu poderia ter sido, cada versão melhor do que sou agora fazia parte apenas da minha imaginação. Eu só via fragmentos de mim mesma, pequenas realizações e grandes arrependimentos. Era o reflexo de uma colcha de retalhos, construída pelos outros. Percebi que os inimigos nada mais são do que uma parte de nós refletida no outro, mais fácil de atacar e destruir. 

Me sentia vulnerável, sem qualquer argumento para me proteger de mim mesma agora que os outros tinham descoberto a verdade sobre mim. Por muito tempo eu soube enganar muito bem, até a mim mesma, achando suficientemente bom tudo o que estava fazendo. Sentindo orgulho de mim mesma por ter chegado até aqui. Mas, então, me mostraram que só querer ser forte e dizer não é bom o bastante. Que não serei reconhecida pelo esforço de acordar muito cedo para ir ao trabalho e sair deste direto para a faculdade, dormindo menos de cinco horas por dia. 

Nada disso terá sido suficiente, eu deveria ter melhorado, que isso está mais para um mártir do que para alguém de sucesso. O sofrimento começa quando você começa a medir suas realizações com base nos outros. As pessoas acham que eu faço isso por querer, uns podem até pensam que eu prefiro estar assim... Eu sei o que fazer, no final sempre sabemos, mas eu simplesmente não consigo.

7 comentários:

  1. É por isso que eu vou sair do mesmo lugar.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, me identifiquei bastante com esse texto. Muito bom!

    Beijos! ♥

    http://pitangarosaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que texto ótimo, me identifiquei com ele *o*
    Bjs!♥
    paposdakah.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. E será que alguém já se colocou no teu lugar?
    Empatia... falta muito nesse mundo.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá querida,
    Estava com saudades de vim aqui me identificar com seus textos!
    Sabe que o nosso inimigo maior, muitas vezes somos nós. Nos cobramos muito mais que qualquer pessoa: aceitamos dos outros o que são, mas de nós, só aceitamos o melhor! Deixemos os outros p lá e sejamos o bastante p nós
    ����

    ResponderExcluir
  6. Em primeiro lugar, adorei a descrição do blog, sério. Gosto quando as pessoas são elas mesmas e não têm medo de se mostrarem. E isso serve para esse texto também. Que, por sinal, eu adorei.
    Principalmente essa frase: "O sofrimento começa quando você começa a medir suas realizações com base nos outros."
    Parabéns pelo blog!
    http://escrituras-da-alma.blogspot.com/

    ResponderExcluir