23 de setembro de 2015

Liberta para falar







Hoje eu estou num daqueles dias dos quais me sinto tão desanimada que se deitasse ficaria assim o dia inteiro. Poderia ser pior, mas eu não consigo me contentar apenas com o 'poderia'. Para mim está ruim o suficiente e pronto. Parece que estou dando voltas. Voando até determinando ponto e despencando. Ganhando impulso e perdendo o folego rapidamente. A realidade me faz perder o interesse pelas coisas. Eu estava tão animada com meus projetos e hoje... Bem, hoje não tenho perspectiva de quando poderei realizá-los. 

Queria financiar uma casa. Meu namorado já deixou bem claro que uma ideia dessas nem passa pela sua cabeça e ainda pediu para parar de idealizar algo assim com ele. Ok. Fui tentar sozinha. Porém, nem se eu juntasse mais da metade do meu salário conseguiria dar a entrada que pedem. Pelo jeito vou precisar passar mais um tempo morando com a minha mãe, o que não se mostrou uma boa ideia desde o inicio. Quanto ao emprego afirmei que sairia em março, bom, já estamos em setembro-quase-outubro e continuo na mesma. Mandando currículos, mas com essa crise tem sido pouca a oferta. 

Comecei a fazer terapia. Eu deveria já ter começado há muito tempo. Por enquanto estou na terceira sessão, então vou atualizando como está sendo para vocês que não tem ideia de como funcione. Adianto apenas que é libertador falar, assim como escrever. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário